Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Experts

Shutterstock

DEPILAÇÃO PROFISSIONAL

Depilar vai além de arrancar pelos. Quem faz depilação profissional é capacitado para cuidar da pele antes e depois da extração dos fios e explicar como ocorre todo procedimento

A depilação profissional não para de crescer. De acordo com pesquisas recentes, 93,1% das mulheres brasileiras fazem depilação. Dessas, 46,9% realizam o procedimento todo mês e 43,6% depilam duas ou mais vezes ao mês (*). Como resultado, no Brasil, o serviço de depilação foi um dos que mais cresceu no setor da beleza. Prova disso é a expansão de salões especializados nesse serviço e o aumento da procura por cursos profissionalizantes.

O hábito de se depilar é antigo, já existia no Egito, na Grécia Antiga, na cultura dos índios xavantes, entre outros povos. De lá pra cá, muita coisa mudou, mas você precisa saber que a depilação não se resume às técnicas com cera quente ou fria. As mudanças e inovações no setor da estética têm exigido profissionais mais treinados e atualizados.

Para se destacar, é preciso estar antenado às tendências. Para Bruna Peresin, do Instituto Embelleze, vale destacar que as profissionais agora trabalham com as técnicas de depilação com linha egípcia e oferecem serviços diferenciados, como: tratamento de foliculite, clareamento de pelos, clareamento de manchas em áreas depiladas, esfoliação, depilação masculina, depilação esportiva, entre outras oportunidades.

“É uma das melhores áreas para investir. Para ter um bom faturamento, o profissional de depilação deve garantir a qualidade do serviço oferecido ao cliente, conhecer as técnicas e os produtos disponíveis no mercado, atuar com biossegurança e ética profissional”, diz, lembrando que um curso completo de depilação abrange não apenas a prática, mas também o estudo de fisioanatomia da pele e dos pelos, noções de dermatologia, biossegurança, cosmetologia, etc.

O profissional formado em depilação pode atuar em salões de beleza, clínicas de estética, em domicílio ou montar o próprio negócio.


*Estudo universitário publicado: “Hábitos e costumes de mulheres universitárias quanto ao uso de roupas íntimas, adornos genitais, depilação e práticas sexuais”.

Tags

depilação profissional, ser depiladora, profissional da beleza, curso profissionalizante, instituto embelleze, mercado de trabalho

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

> Leia mais
Alongamento Capilar - Conheça as técnicas
Poder transformar o look a qualquer hora é o sonho de todas nós, não é mesmo? Afinal, quem nunca cortou curtinho e quis voltar para o longo em um passe de mágica - sem ter que esperar um tempão para o cabelo crescer, é claro. Para satisfazer essa vontade incontrolável de transitar entre os fios longos e curtos, surgiram as técnicas de alongamento capilar, popularizadas como Mega Hair. Mas você sabe qual indicar para sua cliente? Todos os segredos sobre as 3 principais técnicas de alongamento você descobre aqui com a gente hoje! Alongamento com queratina O alongamento com queratina é uma das técnicas mais trabalhosas e que podem levar mais tempo para finalização do procedimento. Nesse método, finas mechas de cabelo do comprimento escolhido pela cliente são aplicadas uma a uma na raiz dos cabelos e fixadas com uma cola de queratina que não agride os fios naturais. Essa técnica é uma das que garante resultados mais naturais e duradouros. A manutenção do alongamento deve ser feita de 3 em 3 meses, quando os fios já terão crescido e, consequentemente, os apliques começam a ficar mais longe da raiz, indo para o comprimento do cabelo. Caso contrário a cliente pode começar a ter diversos problemas e danos na fibra capilar. Fazer a manutenção corretamente é o que garante a saúde dos fios naturais. Este método é o melhor para quem tem cabelos lisos ou ondulados e pouco indicado para as pessoas que fazem uso de chapinha ou secador diariamente, já que o calor pode danificar as cápsulas de queratina utilizadas para fixar as mechas colocadas. Também não é indicado para cabelos cacheados e crespos, que por causa de sua curvatura podem acabar embaraçando nas cápsulas de cola. Alongamento em tela Existem várias técnicas de alongamentos em tela, como a tique taque, interlace e o ponto americano. Todas essas técnicas consistem em trabalhar com a tela e todas tem as suas peculiaridades na realização do procedimento. O acabamento é invisível e o resultado super natural. Essa técnica é indicada para pessoas que possuem menos quantidade de cabelos. As extensões em tela podem ser aplicadas em qualquer parte do cabelo e precisam de poucos fios para que possam ser fixadas. Alongamento com Microlink O Microlink usa a técnica de prender as mechas finas de cabelo com anéis metálicos aos cabelos naturais, a cola é substituída e o procedimento não danifica os cabelos naturais. Os fios novos e os cabelos naturais não são colocados rentes à raiz, os cabelos são menos repuxados diminuindo assim a probabilidade de danificá-los. Como cria volume extra na raiz dos cabelos e não incomodam, costuma ter mais aceitação pelas mulheres que elegem esse tipo de alongamento se adaptam muito mais rápido a ele. Esta técnica pode ser utilizada em todos os tipos de cabelos, sejam eles, finos, grossos, lisos, ondulados ou cacheados. Além dessas técnicas, muitas outras estão disponíveis hoje no mercado. Você pode conhecê-las e tornar-se um profissional apto a aplicar qualquer método realizando o nosso curso de Especialização em Alongamento de Cabelos.
> Leia mais
Copyright © 2022 · Todos Direitos Reservados