Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Experts

Fotos: Shutterstock

Maquiagem artística: profissão em alta

Com as superproduções cada vez mais valorizadas pelo cinema e a TV, o maquiador artístico ganha espaço no mercado de trabalho. Aproveite a oportunidade e para se especializar e construir uma carreira promissora

Os zumbis da série americana The Walking Dead são assustadores e parecem reais, não é mesmo? Pois é, o sucesso da trama também se deve à caracterização de altíssimo nível dos personagens. A maquiagem, cheia de efeitos especiais, é feita graças aos conhecimentos de um maquiador artístico, capacitado com técnicas, instrumentos e criatividade para fazer a diferença.

A televisão, o cinema e o teatro sempre tiraram proveito da maquiagem artística, mas ela ficava restrita aos bastidores. A profissão começou a ganhar popularidade e admiração há um tempo não muito distante, com o surgimento das redes sociais. É fácil encontrar no Instagram e no Facebook artistas do mundo todo compartilhando trabalhos incríveis de transformação com make. A americana Mykie (@mykie) é um exemplo: ela já tem quase 2 milhões de seguidores fãs de suas artes na pele.

O programa Superbonita, do canal a cabo Gnt, pegou carona na onda da popularização e lançou uma temporada totalmente dedicada à maquiagem artística. Competidores se enfrentam para mostrar quem sai ganhando em técnica e habilidade.

Depois que a maquiagem artística passou a ser mais divulgada na mídia, as pessoas começaram a entender que o trabalho não se restringe somente a grandes caracterizações com superefeitos especiais. E nem apenas à transformação em monstros e criaturas horripilantes. O maquiador artístico também pode ser solicitado para produções mais light, como personagens de época e divas do cinema.

maquiagem artística  maquiagem artística

 

Profissão em alta

O Brasil tem se mostrado um campo fértil para atuação desse tipo de maquiador. Além de festas temáticas, como Carnaval e Halloween, há espaço na produção de novelas, filmes, minisséries, espetáculos circenses e peças publicitárias. Sem falar dos musicais, que estão se tornando frequentes por aqui. O profissional também pode empreender e abrir o próprio estúdio de maquiagem ou prestar consultoria.

Embora a demanda esteja aumentando, a maquiagem profissional ainda é de conhecimento de poucos. Não há muitos artistas qualificados na área e o mercado ainda não é muito competitivo, por isso mesmo as chances de se dar bem na carreira são grandes.  

maquiagem artística

Como se tornar um maquiador artístico

Mais do que ter familiaridade ou habilidade com maquiagem, para entrar nesse mercado é preciso dominar, por exemplo, conceitos de colorimetria avançada, técnicas de make HD, contorno e strobing, maquiagem com efeitos 3D e caracterização para teatro e cinema.

O Instituto Embelleze, a maior rede de franquias da América Latina para formação profissional em beleza, lançará em breve um curso de maquiagem artística que englobará tudo isso. Fique ligado! Além do curso capacitar você para o mercado em expansão, também oferece um certificado, muitas vezes exigido na hora de ser contratado para um trabalho.

Para se dar bem na carreira, você tem que estudar sempre, exercitar a criatividade e acompanhar espetáculos, filmes e séries com olhar atento, prestando atenção em detalhes, tendências, materiais utilizados. Acompanhar o trabalho de ícones na área, para ir aumentando a sua bagagem de conhecimento, também é importante. Os artistas Rick Baker (o mais famoso do mundo), Ve Neil e Mark Coulier são boas referências.

E, aí, animado para entrar na profissão? Não perca tempo, siga em frente!

Tags

maquiagem artística, maquiagem profissional, instituto embeleze, curso profissionalizante, mercado de trabalho, renda mensal

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Os desafios da mulher no mercado de trabalho
A posição da mulher no mercado de trabalho é bem melhor do que nos anos passados. Muitos cargos exclusivos para homens hoje são ocupados com maestria por elas, o que deve ser valorizado e comemorado. Apesar disso, ainda encontramos muitas barreiras, principalmente quando falamos de liderança.  Segundo o Boletim das Mulheres no Mercado de Trabalho, divulgado pela FACAMP, o número de mulheres sem ocupação chegou ao ápice em 2020, atingindo 17,9% - bem maior do que a média nacional de 14,7%.  De acordo com a mesma pesquisa, a desigualdade salarial continua:  a única situação na qual as mulheres possuem rendas maiores que a média do Brasil (mas ainda assim menores que as dos homens) são as que possuem ensino superior completo.  Jornada dupla ou tripla de trabalho  Em 2021, o IBGE apresentou um dado que comprova a jornada dupla: enquanto os homens gastam cerca de 10 horas por semana nas atividades em casa, elas gastam 21 horas - mais do que o DOBRO.  A pandemia agravou este cenário, fazendo com que boa parte chegue a pensar em deixar o trabalho, ao se verem tendo que cuidar das demandas profissionais, dos filhos (em casa, durante o isolamento social) e da casa.  Falando de maternidade, além do desafio de conciliar as funções, sabe-se que grande parte das mulheres que se tornam mães enfrentam um cenário desafiador ao voltarem da licença-maternidade. Um estudo da FGV de 2021 aponta que a cada dez mulheres, quatro não conseguem retornar ao mercado de trabalho após a licença-maternidade.    O papel das empresas na valorização da mulher  Porém, se por um lado ainda existem empresas priorizando a liderança dos homens, já vemos muitas companhias com um novo pensamento. Por isso, muitas delas trabalham com horário flexível de trabalho, o que facilita para as mulheres que precisam dividir o tempo entre o escritório e os afazeres domésticos.  O Instituto Embelleze é um exemplo de valorização do trabalho feminino: possuímos hoje, em nosso corpo de funcionários, uma força feminina majoritária. E vamos além: oferecem cursos dos mais segmentos da beleza, para que cada aluna encontre o seu lugar de poder no mercado de trabalho, seja através de vagas disponíveis ou do empreendedorismo.   E não para por aí! A Embelleze Educa é uma plataforma totalmente digital, para que a aluna tenha acesso aos mais diversos cursos, palestras e conteúdos profissionalizantes sem sair de casa. E por um preço MUITO acessível: apenas R$19,90 por mês!   Comemore o Dia Nacional da Mulher dando uma reviravolta em sua carreira: acesse o nosso site, confira os cursos disponíveis e inicie já o seu processo de mudança.   Fontes: FACAMP Hoje Centro Sul A Tribuna RJ
> Leia mais
Alongamento Capilar - Conheça as técnicas
Poder transformar o look a qualquer hora é o sonho de todas nós, não é mesmo? Afinal, quem nunca cortou curtinho e quis voltar para o longo em um passe de mágica - sem ter que esperar um tempão para o cabelo crescer, é claro. Para satisfazer essa vontade incontrolável de transitar entre os fios longos e curtos, surgiram as técnicas de alongamento capilar, popularizadas como Mega Hair. Mas você sabe qual indicar para sua cliente? Todos os segredos sobre as 3 principais técnicas de alongamento você descobre aqui com a gente hoje! Alongamento com queratina O alongamento com queratina é uma das técnicas mais trabalhosas e que podem levar mais tempo para finalização do procedimento. Nesse método, finas mechas de cabelo do comprimento escolhido pela cliente são aplicadas uma a uma na raiz dos cabelos e fixadas com uma cola de queratina que não agride os fios naturais. Essa técnica é uma das que garante resultados mais naturais e duradouros. A manutenção do alongamento deve ser feita de 3 em 3 meses, quando os fios já terão crescido e, consequentemente, os apliques começam a ficar mais longe da raiz, indo para o comprimento do cabelo. Caso contrário a cliente pode começar a ter diversos problemas e danos na fibra capilar. Fazer a manutenção corretamente é o que garante a saúde dos fios naturais. Este método é o melhor para quem tem cabelos lisos ou ondulados e pouco indicado para as pessoas que fazem uso de chapinha ou secador diariamente, já que o calor pode danificar as cápsulas de queratina utilizadas para fixar as mechas colocadas. Também não é indicado para cabelos cacheados e crespos, que por causa de sua curvatura podem acabar embaraçando nas cápsulas de cola. Alongamento em tela Existem várias técnicas de alongamentos em tela, como a tique taque, interlace e o ponto americano. Todas essas técnicas consistem em trabalhar com a tela e todas tem as suas peculiaridades na realização do procedimento. O acabamento é invisível e o resultado super natural. Essa técnica é indicada para pessoas que possuem menos quantidade de cabelos. As extensões em tela podem ser aplicadas em qualquer parte do cabelo e precisam de poucos fios para que possam ser fixadas. Alongamento com Microlink O Microlink usa a técnica de prender as mechas finas de cabelo com anéis metálicos aos cabelos naturais, a cola é substituída e o procedimento não danifica os cabelos naturais. Os fios novos e os cabelos naturais não são colocados rentes à raiz, os cabelos são menos repuxados diminuindo assim a probabilidade de danificá-los. Como cria volume extra na raiz dos cabelos e não incomodam, costuma ter mais aceitação pelas mulheres que elegem esse tipo de alongamento se adaptam muito mais rápido a ele. Esta técnica pode ser utilizada em todos os tipos de cabelos, sejam eles, finos, grossos, lisos, ondulados ou cacheados. Além dessas técnicas, muitas outras estão disponíveis hoje no mercado. Você pode conhecê-las e tornar-se um profissional apto a aplicar qualquer método realizando o nosso curso de Especialização em Alongamento de Cabelos.
> Leia mais
Copyright © 2022 · Todos Direitos Reservados