Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Barbearia

Fotos: Shutterstock

Barba e cabelo estilo Lumberjack

Cabelo comprido, barba cheia, camisa xadrez, calça surrada: assim se define o estilo Lumberjack. Embora pareça apenas um jeito despojado de ser, o visual tem uma filosofia por trás e alguns truques podem deixá-lo mais original

Nada como uma crise para mudar comportamentos, abrir os horizontes e fugir do óbvio. Foi isso o que aconteceu nos Estados Unidos, em 2008, quando surgiu o estilo Lumberjack: camisa xadrez, jeans destroyed, botas robustas, cabelos compridos e barba cheia — visual curinga dos homens na ocasião. A fonte principal desse comportamento, que acabou virando tendência e ganhou o mundo anos depois, foi o enorme colapso financeiro — o segundo maior da América, depois da Grande Depressão, em 1929. Os homens se viram com a grana curta e passaram a investir em roupas de alta qualidade que durassem muito – a ideia era ter poucas peças, mas itens essenciais. E, ao que parece, deixaram cabelo e barba crescer, para evitar idas frequentes à barbearia, outra forma de economizar. Resumindo: o estilo agora está super em alta na beleza do homem contemporâneo e virou trend total.

Frequentemente confundido com os hipsters americanos (que se caracterizam pela forma alternativa de se vestir e consumir basicamente o que é produzido na localidade onde moram), o estilo Lumberjack também vem com essa pegada original, de raiz, mas, na verdade, os homens prezam pela elegância com praticidade, tanto no figurino quanto no visual de cabelo e barba.

A coisa funciona mais ou menos assim: no guarda-roupa, poucas e boas peças; no look, cabelos mais compridos com um bom corte e barba longa, cheia e alinhada. É a tradução do minimalismo: pouco, mas o melhor. “Em 2009, a indústria americana começou a corresponder a essa exigência dos homens, das roupas de excelente qualidade. No entanto, foi apenas em 2014 que a moda e o estilo Lumberjack realmente decolaram”, lembra César Thiago Pacanhela, instrutor do curso de barbearia do Instituto Embelleze de Pirassununga (SP). Confira outros detalhes da tendência no vídeo que está no fim deste post!

estilo lumberjack

O estilo exige cuidado e manutenção

De 2014 pra cá a tendência Lumberjack só aumentou e ganhou cada vez mais adeptos. No Brasil, o visual lenhador é o que mais representa a versão latina do “look rústico”, com sutis diferenças. O estilo naturalista da América conserva um pouco mais de harmonia entre o cabelo comprido e a barba cheia, sem ser tão livre de padrão como o lenhador. “Os cabelos são compridos, mas não necessariamente alinhados. Geralmente, é o contrário, um pouco bagunçados – nesse aspecto lembra o tipo lenhador. Para a barba, a regra é ser cheia, porém ligeiramente alinhada. O cabelo e a barba estilo Lumberjack necessitam de cuidado com produtos específicos para o dia a dia, pois como os fios são mais longos, devem ser hidratados. O ideal é hidratar semanalmente e aparar os pelos com mais frequência”, ressalta César Thiago.

Técnicas de corte e aparo

Se você quer oferecer esse serviço na sua barbearia ou salão de beleza, vá em frente sem medo, pois não é difícil. Tecnicamente falando, conquistar o estilo Lumberjack é mais fácil do que parece. Primeiro, o cabelo não deve estar tão curto, é preciso ter o mínimo de comprimento para ser trabalhado. “O corte é simples, feito somente com a tesoura e pente livre, para dar o ar despojado, e nunca com marcação em linha reta”, pontua César Thiago, do Instituto Embelleze. “Já a barba, contudo, requer um cuidado especial, pois é longa, tem as laterais mais definidas e alinhadas. Basta ficar atento nesse detalhe”, complementa o especialista. 


Tags

estilo lumberjack, barbearia, barbeiro profissional, curso de barbeiro, corte de cabelo, barba, tendência, barba da moda, instituto embelleze

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

COMO VOLTAR A TER CACHOS DEPOIS DO ALISAMENTO OU DA PROGRESSIVA
Sabe quando a gente toma uma decisão e depois muda de ideia? Super normal! Mas nem tudo na vida dá pra voltar atrás. Mesmo assim, não há motivos pra deixar de inovar ou apostar na mudança, pois é dela que saem muitas maravilhas. No entanto, ninguém é obrigado a conviver com a saudade, não é mesmo? Se dá pra retornar no tempo, a gente volta e pronto! Confira dicas sobre a técnica de reversão de cachos para dar aquela renovada no visual e resgatar os lindos fios cacheados das suas clientes. A incrível técnica da Reversão de Cachos Salon Embelleze Antes de iniciar a aplicação do tratamento da linha da Salon Embelleze é preciso seguir alguns protocolos para garantir a eficácia do resultado e evitar danos ao cabelo da cliente. São eles: Couro Cabeludo: verifique se o couro cabeludo está saudável para evitar que sofra irritação com a aplicação dos produtos. Textura dos fios: faça a identificação da textura, avaliando se são finos, médios ou grossos. Assim, saberá o tipo de produto ideal a ser aplicado e o tempo de ação em cada tipo de fio. Elasticidade: se os fios estiverem saudáveis, eles podem ser estirados e contraídos sem risco de se romperem. Porosidade: essa análise irá impactar na intensidade e no tempo de aplicação do produto. Cabelos muito porosos absorvem líquidos e produtos rapidamente. Por isso, as partes porosas devem ser tratadas por último. Densidade: avaliar o aspecto do cabelo ajuda a descobrir a quantidade de produto que será utilizado, evitando desperdício e também a largura das mechas que serão enroladas, além da definição do tamanho do bigoudi que será usado. Como aplicar a Reversão de Cachos Feita a análise, é hora do teste das mechas para descobrir o que a cliente deseja. Por exemplo, se não quer cachos com volume, o bigoudi não deve ser enrolado próximo à raiz. Antes de enrolar, não esqueça de colocar o papel de ponta no início da mecha e aplicar o produto em seguida. Depois, é só aguardar a reação (de 10 a 35 minutos), verificando a integridade dos fios a cada 10 minutos. Na aplicação, os fios precisam estar bem limpos e livre de excesso de água. É recomendada a divisão das mechas em diagonal para dar um efeito natural no caimento dos cachos. A Loção Onduladora Salon Embelleze deve ser aplicada em cada mecha, de baixo para cima. Em seguida, marque o tempo de ação identificado no teste de mecha e remova o produto sem retirar os bigoudis. Depois de eliminar o excesso de água, aplique o Reconstrutor Salon Embelleze ou queratina líquida em todas as mechas, aguardando por 10 minutos. Na sequência, o mesmo processo é feito com um neutralizante da linha, com tempo de ação de 20 minutos. Aí sim é hora de retirar os bigoudis, enxaguar bem e aplicar novamente o neutralizante antes da lavagem final. Para garantir a hidratação dos cachos, finalize com uma máscara de Oleoterapia Salon Embelleze e aquecimento técnico, se preferir. O efeito final são cachos bem definidos e nutridos! Essa e outras técnicas são abordadas no Curso Especialista em Cachos que está bombando de alunos que querem dar uma renovada não somente no visual das clientes, mas também na carreira. Se você tem o mesmo desejo, procure a unidade do Instituto Embelleze mais próxima para saber mais.
> Leia mais
Afinal, O Que é Visagismo?
O visagismo é um termo derivado da palavra visage (rosto em francês) e foi criado em meados do século XX. Ele é fruto da escola de artes Bauhaus, que, por sua vez, foi inspirada na seguinte frase de Louis Sullivan, um famoso arquiteto da época: “a forma sempre segue a função.”  Mas, afinal, o que é Visagismo e o que a definição acima tem a ver com o que conhecemos hoje? Confira o artigo para descobrir!  O que é visagismo? Visagismo é um conjunto de técnicas usadas para valorizar a beleza de um rosto. Em outras palavras, é a criação personalizada de uma imagem pessoal. A ideia é trazer harmonia para a estética de um rosto através de maquiagem, tintura e corte de cabelo, design de sobrancelhas, entre outros. Assim como Sullivan se inspirava na função que uma construção teria para desenvolver sua forma, no visagismo precisamos pensar que para cada estrutura de cabelo criada é necessário considerar a função (proposta de imagem). Ou seja, devemos pensar qual imagem a pessoa irá transmitir para quem a olhar. Usando o visagismo em design de cabelos No Brasil, o maior divulgador do termo é o artista plástico Philip Hallawell, que criou um método próprio onde envolve não só formatos de rosto, mas também a combinação dessas métricas com tipos de temperamentos propostos pelo psicanalista Karl Yung. Com tantos elementos de análise, como utilizar essas informações diante de um cliente na cadeira de seu salão?Sabendo dessa dificuldade, as professoras universitárias Daniele Bornea e Andrea Romano criaram um método de harmonização de imagem, em que se utiliza apenas dos atributos capilares para as propostas de mudanças.Dentro desse olhar, resolveram inverter a construção do pensamento do profissional criando uma metodologia de trabalho, o Criando Efeito. Metodologia Criando Efeito Nas escolas tradicionais de cabeleireiro, aprende-se uma série de técnicas: tipos de cortes, coloração, mudança de forma do cacho, etc. Porém, no dia a dia do salão, os clientes não pedem uma técnica a ser aplicada, mas sim um resultado subjetivo. Por exemplo, um cabelo mais sensual, moderna ou prático. No Criando Efeito – livro de mesmo nome da metodologia –, é endereçado como fechar esse espaço entre o conhecimento técnico e o desejo dos clientes. Pelo caminho ensinado no material, primeiro o profissional determina qual imagem criar, a partir dos desejos proferidos pelo cliente, e em seguida, escolherá as melhores técnicas para atingir o cabelo planejado. O livro apresenta um gráfico que combina o comprimento e o volume do cabelo, então, é possível perceber, por exemplo, que cabelos mais curtos e menos volumosos nos remetem a adjetivos de independência e força, como confiança, segurança e liberdade, enquanto cabelos mais longos e volumosos remetem a adjetivos como sensualidade, intensidade e emoção.   A partir desse conhecimento, o profissional pode sempre olhar o gráfico e saber se deve dar volume e comprimento ou tirar volume e comprimento do cabelo para saber qual a melhor técnica usar. Simples e prático, né? Com isso, é possível transformar uma imagem mudando o cabelo, ou aspectos do corpo, em um salão de beleza! Gostou? Saiba mais sobre visagismo aqui no nosso blog ou em www.daniborneadigital.com.br. Acompanhe a Daniele em suas redes sociais: ·         Facebook: danielebornea ·         Instagram: @borneadaniele ·         YouTube: Ciência da Beleza
> Leia mais
Copyright © 2022 · Todos Direitos Reservados