Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Tendências

Normal, seca, mista e oleosa: saiba como identificar o tipo de pele de suas clientes.

Também confira as principais características para a escolha do produto ideal.

Algumas pessoas ainda têm dificuldade em saber qual é o seu tipo de pele. Ter essa informação é muito importante, pois a partir dela sabemos quais os produtos mais indicados, que se adaptam às necessidades de cada cliente e não causam nenhuma reação contrária. Conheça quais são os tipos de cada pele, suas características e as texturas mais indicadas para cada um deles.

A importância de utilizar os produtos certos para cada tipo de pele.

Não é à toa que temos vários tipos de texturas em produtos, cada uma é feita para se adaptar da melhor forma aos padrões de pele existentes. Por isso é tão importante identificar as características deste órgão.

A identificação é feita baseada no equilíbrio entre a água e as glândulas sebáceas, buscando sempre a igualdade entre as duas partes.

Algumas pessoas usam produtos indevidos, que podem ocasionar problemas e até piorar a situação da cútis, ressaltando características negativas das mesmas.

Vamos te ajudar a desvendar os mistérios dos 4 principais tipos de pele: normal, oleosa, seca e mista. Informaremos as variadas características de cada uma, além de dar dicas do que não fazer e a textura ideal dos produtos para atendê-las.

   1. Pele normal

Essa pele possui textura saudável, produz gordura na quantidade certa e não apresenta excesso de brilho ou de ressecamento. Com poros pequenos e pouco evidentes, sua aparência é aveludada e com viço, tendo poucas imperfeições. É essencial manter a pele dessa forma através dos processos de hidratação.

Um dos cuidados mais importantes é na região dos olhos, pois o aparecimento de rugas é mais intenso. Para esse tipo de pele deve-se ter a rotina igual a de todos os outros: higienizar, tonificar, hidratar e proteger, mantendo-a saudável e longe de manchas.

 

   2. Pele seca

A pele seca possui deficiência nos dois quesitos: água e gordura. Com aspecto áspero, opaco e sem brilho, também é considerada desidratada com tendência a craquelar com facilidade.

Com a falta de oleosidade e a perda excessiva de água, a capacidade de proteção é reduzida, o que pode ocasionar coceira e vermelhidão. Fatores hormonais, idade, condições climáticas, banhos muito quentes e demorados podem acentuar essa situação.

Um dos principais passos para cuidar da pele seca é a hidratação. Ela aumenta o teor de água da cútis, protege e incentiva a renovação celular. Além disso, pessoas com esse tipo de pele tem maior tendência ao aparecimento de rugas, então é interessante aliar o uso dos produtos de tratamento facial com um anti-idade.

Em busca das melhores condições para a pele seca, os cremes e séruns são ideais. Eles possuem alto teor de hidratação e se adaptam melhor ao ressecamento, pois repõem a água da cútis desidratada.

 

   3. Pele mista

A pele mista apresenta aspecto oleoso e poros dilatados na região da testa, nariz e queixo (zona T), tem tendência a acne, bochechas e extremidades do rosto com textura seca e facilidade para descamação e irritação. Para equilibrar, é preciso hidratar e controlar a oleosidade, além de evitar adstringência em excesso, soluções alcoólicas e texturas muito cremosas.

As texturas de produtos mais indicadas para esse tipo de cútis é o sérum, gel e o fluido. É importante sempre optar por produtos oil-free, pois têm textura leve e não deixam a pele pegajosa.

 

   4. Pele oleosa

A pele oleosa apresenta excesso na produção de gordura, o que deixa a cútis mais brilhosa e pegajosa, além de mais propensa ao aparecimento da acne. Sua superfície é mais espessa com poros dilatados, principalmente nas regiões da zona T. O excesso de gordura é afetado pela dieta, estresse e hormônios, além da tendência genética.

Por ser um dos tipos de cútis mais comuns do Brasil, a variedade de dermocosméticos é bem grande. Para a pele oleosa, os melhores produtos são os livres de óleo e com textura fluida, podendo também ser gel-creme, loção e sérum. É importante sempre aplicar filtro solar com essas mesmas características, controle de brilho e efeito mate.

 

Agora que você já sabe tudo sobre peles, chegou a hora de garantir a sua especialização em nosso curso de maquiagem e oferecer a melhor experiência às suas clientes! Faça sua matrícula.

 

 

 

Tags

tipos de pele, pele oleosa, pele seca, pele mista, pele normal, skin care, produtos para pele, poros, zona t, hidratação, cútis, como cuidar da pele, higienização, glândulas sebáceas.

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Você precisa de um lifting de cílios?
Um relatório de tendências divulgado recentemente pelo Pinterest — rede social que reúne milhões de ideias de beleza, moda, decoração, gastronomia... — mostrou que as soluções para manter os cílios com uma bela curvatura, por meio da técnica de lifting de cílios, tiveram um aumento de 52% no número de buscas. Sem dúvida, é mesmo o melhor método para conquistar cílios curvados. Para quem não conhece o método ou o confunde com extensão de cílios (técnica que consiste em colar tufos ou fios sintéticos nos cílios naturais, dando a ilusão de mais volume e alongamento), o lifting de cílios, também conhecido como permanente de cílios, é um procedimento que cria um efeito de curvatura da raiz até a ponta do fio. A ideia é dar a sensação de aumentar o cumprimento e, por consequência, o volume, sem danificar a base natural. “A partir da aplicação de uma formulação própria, o profissional levanta, organiza, separa e cria uma curvatura acentuada e perfeita nos cílios naturais”, explica Silésia Caetano, responsável técnica da franquia do Instituto Embelleze de Governador Valadares (MG). “O resultado dura até 60 dias e, nesse período, não precisa recorrer ao uso do curvex, pois os cílios permanecerão com a curvatura desejada, evidente. Funciona como a técnica do permanente – que se faz nos cabelos – só que é nos cílios”, completa a expert. Criado na Inglaterra, o método é perfeito para quem tem cílios retos e quer produzir uma curvatura natural, superfeminina, mas para isso é necessário que os fios tenham um tamanho razoável, isto é, não sejam tão minúsculos. Caso contrário, não é possível fazer o lifting de cílios, pois não há simplesmente como curvá-los. “O tamanho dos fios interfere no efeito. Quanto mais longos, mais visível fica o alinhamento e a curvatura. E o toque final é dado pela coloração dos cílios, feita no mesmo procedimento em minutos, com o intuito de destacar ainda mais esse olhar com o efeito máscara de cílios”, descreve Silésia, do Instituto Embelleze.  O procedimento leva de 40 minutos a 1 hora para ser feito e não exige manutenção. O efeito cílios de boneca dura, aproximadamente, 60 dias. É o tempo da troca natural dos cílios, ou seja, do ciclo de perda e nascimento de novos pelos. Cautela com o risco de alergia Mesmo não havendo contato dos produtos de lifting de cílios com os olhos e a pele, e sendo específicos para a área dos olhos – o que traz segurança ao procedimento –, o profissional em designer de cílios faz um teste de contato e uma ficha de anamnese para saber sobre a possibilidade de alergias e patologias do cliente. Silésia conta que é aconselhável que as pessoas que têm tendência à dermatite de contato ou sensibilidade a algum componente que será utilizado durante a técnica, que se tratem antes ou, dependendo da situação, evitem o procedimento. “Por isso, é de suma importância escolher um profissional qualificado, habilitado, com conhecimento técnico para a realização da sessão”, enfatiza ela. Lifting de cílios passo a passo Assista ao vídeo no final deste post e veja como é simples e segura a técnica de lifting de cílios. Realizado pela instrutora do curso Designer de Cílios, Andreia Eliane Silva Barbosa, da unidade Governador Valadares (MG), ele mostra todos os passos, do início ao fim... 1 Antes de qualquer coisa, a profissional higieniza os fios com um produto específico para remover a oleosidade e as impurezas. 2 Com um gel pad, os cílios inferiores são isolados. 3 O molde de silicone que servirá de guia para fazer a curvatura é apoiado nas pálpebras, contornando os cílios. 4 Em seguida, é aplicada a formulação que promove e mantém a curvatura por tanto tempo. 5 Depois, os fios são tingidos com uma coloração própria para intensificar o efeito de máscara preta e deixar o efeito de cílios de boneca.   Cuidados pós-procedimento Apesar de o lifting de cílios ser simples, alguns cuidados são recomendados para garantir o efeito de curvatura por mais tempo (sem imprevistos) e evitar surpresas como alergias e dermatites. Confira como agir depois do procedimento: Fique durante 24 horas sem molhar os olhos e evite vapor e umidade.  Ao aplicar máscara para cílios, dê preferência à versão à base de água (atenção, você deve evitar a máscara à prova d’água!), e só o faça depois do quarto dias após o procedimento.  Use sempre demaquilante sem óleo ou água micelar para higienizar os olhos e dispense o curvex nos cílios.  Evite dormir com o rosto no travesseiro para não amassar os cílios.  Fuja da água quente do chuveiro, da água de piscina e mar, pois prejudicam a duração do lifting de cílios. Ao higienizar os olhos, evite atrito como passar algodão ou toalha com muita força.  
> Leia mais
Cortes curtos: principais tendências para este ano!
O ano mal começou, e já circulam na web várias tendências de cortes que vão bombar. Se você quer ficar por dentro, acompanhe nosso artigo, iremos mostrar os curtos que prometem chegar com tudo! Os curtos já deixaram de ser um corte só para as mais ousadas. Diversas mulheres estão se libertando dos cabelões e apostando nos cabelos curtinhos. Afinal, eles são fáceis e práticos de manter. Tudo indica que os curtinhos assimétricos com franja lateral estarão, entre os mais pedidos de 2021. Ah, entretanto, é importante lembrar que o corte ideal deve ser escolhido a partir do estilo e gosto pessoal de cada cliente. Portanto, antes de fazer a mudança no visual, tenha em mente qual combina com o formato do rosto. Se suas clientes querem dar aquele up no visual e ainda não sabe em qual corte de cabelo apostar, essas dicas chegaram para te salvar!    1. Cabelo Chanel ou Short bob: atemporal e repaginado Os cortes Chanel e bob são clássicos, segundo a previsão da moda, continuará fazendo a cabeça das mulheres ainda por bastante tempo. Além disso, esse estilo combina com todos os formatos de rosto, portanto, não tenha medo de apostar em algumas dessas opções.    2. Short bob blunt: corte reto e com volume Perfeito para quem gosta de um estilo leve, moderno e despojado. O Short Bob Blunt tem a base reta e as pontas levemente desfiadas para ganhar suavidade. Uma opção é deixar a parte de frente um pouco mais comprida para alongar e afinar o rosto. Para combinar com o estilo de cada cliente, o corte pode ser usado com os fios separados no meio ou dividido na lateral.   3. Micro Bob: fios na altura do queixo  As opções de cortes Micro Bob são as melhores para fugir do calor nos dias de verão. O comprimento menor dos fios deixa as costas livres e arejadas, além de ajudar bastante a otimizar os cuidados com as madeiras nos rituais de beleza. Além disso, ele também pode ser usado com todos os formatos de rosto. As pontas da frente mais alongadas (ainda que bem de leve) do que as madeixas de trás tornam esse corte um dos melhores para suavizar e alongar o rosto. Outra dica é tentar desfiar um pouquinho as pontas e usar o estilo messy como finalização. É tiro e queda!   4. Corte bob arredondado: ideal para cachos e crespos As donas de cabelos cacheados ou crespos sabem que nem sempre é fácil escolher o corte perfeito para renovar o visual, podendo surgir várias dúvidas: será que os cachos vão perder a definição? Como será a manutenção do corte? Vou continuar usando o mesmo creme de tratamento? Para as clientes que estiverem passando por este dilema, selecionamos uma opção incrível: o bob arredondado. O bob é uma versão repaginada do corte Chanel e é o atual queridinho, sendo apresentado em inúmeras versões: ele pode ser reto, repicado, assimétrico ou até arredondado. O último está sendo um dos mais adotados pelas crespas e cacheadas, já que deixa os cachos no lugar sem precisar de grande esforço para arrumá-los no dia a dia. Mas nada como uma boa finalização: ela ajuda na definição das madeixas para que o corte fique como o esperado. Um produto que pode ajudar muito nesse processo é o óleo capilar! Ele é ótimo para fazer fitagem ou umectação, técnicas que já abordamos em nosso blog e que são bem conhecidas pelas donas destes tipos de fios para deixar os cachos bem bonitos. Um detalhe importante é que o óleo deve ser usado apenas nas pontas ou ao longo dos fios para evitar que a raiz perca o volume.    5. Corte Pixie: moderno e despojado   Primeiramente, o corte Pixie se tornou moda ainda nos anos 50, após a Audrey Hepburn aderir ao estilo. Além disso, outras artistas como Katy Perry, Cara Delevingne, Pamela Anderson e Miley Cyrus também adotaram o corte. Os motivos para cortar o cabelo curtinho são muitos, entre eles é que além de prático, o Pixie é super moderno e emoldura perfeitamente o rosto. Agora que você ficou por dentro das principais tendências, chegou a hora de se especializar em nosso curso de Designer de Cortes e garantir o seu diploma. Matricule-se.  
> Leia mais
Copyright © 2022 · Todos Direitos Reservados